SISEPNAT - Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natividade

Na sessão plenária desta quinta-feira (07/10), a Câmara de Vereadores rejeitou por 6 votos a 5, a nova proposta de parcelamento de dívidas do Município com o NATPREVI. A dívida é referente as contribuições patronais de abril a outubro deste ano e corresponde a R$1.637.566,55 em valores de hoje.

O pedido do Prefeito Severiano Antonio Rezende, é que a dívida fosse parcelada em 60 vezes. Votaram contra o parcelamento os vereadores: Bernardo de Pinho, Denílson Menezes (cabide), Pastor Carlos, a Vereadora Dr. Ivete e o Vereador Robson do Açougue.

Votaram a favor do parcelamento os Vereadores: Fabiano Bim, Luizinho Costa, Rodrigo, Maycon do Candinho e o Vereador Evando Fernandes (Paçoquinha), com o empate o Vereador Eriques Lopes (Mineirinho), Presidente da Câmara, votou para desempatar e votou contra o pedido de parcelamento, tendo sido a matéria rejeitada por maioria de votos.

Com a rejeição da Matéria o débito continua em aberto e o Prefeito precisará tomar outras atitudes para resolver o problema já que o Município precisa da certidão de regularidade previdenciária (CRP) e o NATPREVI precisa receber seus recursos.

Uma das atitudes que podem ser tomadas é o reenvio da matéria novamente a Câmara para ser reapreciada pelos Vereadores, mas isto só pode acontecer no ano de 2018, após o fim do recesso legislativo.

Em contato com o governo foi informado que a nova atitude a ser tomada em relação ao reparcelamento da dívida, será tomada com calma e sem atropelos.

O Sindicato está acompanhando tudo de perto e quer que os recursos, de uma forma ou de outra, cheguem aos cofres do Instituto e defende que o Munícipio corte gastos desnecessários para cobrir suas despesas fixas, entre elas, em especial, está a folha de pagamento, que quando contabilizada no bruto e com encargos, já inclui os repasses do NATPREVI.

SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE NATIVIDADE