SISEPNAT - Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Natividade

 

Na sessão de ontem (10/05), a Câmara de Vereadores aprovou por unanimidade o reajuste de 13% dos Professores e demais Profissionais do Magistério.

Com a aprovação ontem, há tempo hábil para que a lei seja sancionada e o reajuste seja implementado no pagamento do mês de maio e, de acordo com a redação da lei, será pago retroativo a janeiro.

Quanto ao reajuste dos demais Servidores, o projeto segue na Câmara, que aguarda um novo posicionamento do Prefeito, no sentido de que ele aumente o percentual de 2,68% proposto.

Durante a sessão foram tecidas duras críticas ao Prefeito pela desigualdade nas propostas de reajuste e foram feitas acusações quanto as ilegalidades no governo no tocante as contratações de cargos comissionados ilegais e também sobre o discurso do Prefeito em sua campanha eleitoral, quando se referiu várias vezes aos reajustes, alegando que iria “tampar os ralos” para conceder bons reajustes salariais aos Servidores.

Ainda sobre a proposta de reajuste dos demais Servidores, foi proposto pela Vereadora Dra. Ivete uma indicação ao Prefeito, para que o mesmo reformule o projeto de lei e estenda aos demais Servidores o índice de 13%. A indicação foi aprovada por unanimidade.

Por ofício o Sindicato também tenta fazer com que o Prefeito reveja sua posição em não querer negociar. Caso ele insista na proposta de reajuste irrisório, a Diretoria do Sindicato já tem um posicionamento de que vai denunciar o mesmo junto a Câmara, exatamente pelos crimes de responsabilidade e improbidade administrativa alegado pelos Vereadores.

Os Diretores do Sindicato querem que estes eventuais crimes sejam investigados e sendo confirmados querem que seja instituída comissão processante pela Câmara de Vereadores, o que pode levar à cassação do Prefeito. Na opinião deles há o Crime de improbidade administrativa, crimes pelos quais o Prefeito deve ser investigado e julgado pela Câmara de Vereadores, de acordo com o previsto no Decreto-lei 201/64

Para alguns este posicionamento pode parecer muito radical, a mas Eliezir Marchiote, defende o Sindicato com a alegação de que o Quadro de pessoal se encontra uma bagunça generalizada, o Município de Natividade gasta todo mês, mais de 2 milhões de reais, com folha de pagamento (só com Servidores Ativos da administração Direta  do Poder Executivo, fora o CODESP e NATPREVI), e em troca são prestados à população serviços públicos de péssima qualidade, graças a uma gestão pública completamente ineficiente, que pelo visto só mudará com atitudes drásticas.

O prefeito conhece o problema, conhece a solução, é o único que pode implementá-la e se omite, então não há outra alternativa que não radicalizar e pedir a investigação e se for o caso a cassação do mandato do mesmo.

Para o Presidente e os demais diretores do Sindicato para reverter tal situação é o Prefeito precisa tomar 3 atitudes urgentes – voltar atrás, acatar a indicação da Câmara e conceder o reajuste de 13% aos demais Servidores, cumprir o acordo que ele assinou no ano passado e concluir as reformas dos planos de carreiras o que ajudará e muito na reorganização da Prefeitura, no tocante a gestão de pessoal e fazer as mudanças necessárias na lei da estrutura administrativa, acabando com o excesso de cargos comissionados, reorganizando as atribuições de cada um dos cargos de direção chefia e assessoramento, conforme determina a Constituição Federal

Clique aqui e ouça a sessão da Câmara de Vereadores http://camaranatividade.initel.com.br/camara-ao-vivo

Sindicato dos Servidores Municipais de NatividadeCÂMARA DE VEREADORES APROVA REAJUSTE DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO.

Na sessão de ontem (10/05), a Câmara de Vereadores aprovou por unanimidade o reajuste de 13% dos Professores e demais Profissionais do Magistério.

Com a aprovação ontem, há tempo hábil para que a lei seja sancionada e o reajuste seja implementado no pagamento do mês de maio e, de acordo com a redação da lei, será pago retroativo a janeiro.

Quanto ao reajuste dos demais Servidores, o projeto segue na Câmara, que aguarda um novo posicionamento do Prefeito, no sentido de que ele aumente o percentual de 2,68% proposto.

Durante a sessão foram tecidas duras críticas ao Prefeito pela desigualdade nas propostas de reajuste e foram feitas acusações quanto as ilegalidades no governo no tocante as contratações de cargos comissionados ilegais e também sobre o discurso do Prefeito em sua campanha eleitoral, quando se referiu várias vezes aos reajustes, alegando que iria “tampar os ralos” para conceder bons reajustes salariais aos Servidores.

Ainda sobre a proposta de reajuste dos demais Servidores, foi proposto pela Vereadora Dra. Ivete uma indicação ao Prefeito, para que o mesmo reformule o projeto de lei e estenda aos demais Servidores o índice de 13%. A indicação foi aprovada por unanimidade.

Por ofício o Sindicato também tenta fazer com que o Prefeito reveja sua posição em não querer negociar. Caso ele insista na proposta de reajuste irrisório, a Diretoria do Sindicato já tem um posicionamento de que vai denunciar o mesmo junto a Câmara, exatamente pelos crimes de responsabilidade e improbidade administrativa alegado pelos Vereadores.

Os Diretores do Sindicato querem que estes eventuais crimes sejam investigados e sendo confirmados querem que seja instituída comissão processante pela Câmara de Vereadores, o que pode levar à cassação do Prefeito. Na opinião deles há o Crime de improbidade administrativa, crimes pelos quais o Prefeito deve ser investigado e julgado pela Câmara de Vereadores, de acordo com o previsto no Decreto-lei 201/64

Para alguns este posicionamento pode parecer muito radical, a mas Eliezir Marchiote, defende o Sindicato com a alegação de que o Quadro de pessoal se encontra uma bagunça generalizada, o Município de Natividade gasta todo mês, mais de 2 milhões de reais, com folha de pagamento (só com Servidores Ativos da administração Direta  do Poder Executivo, fora o CODESP e NATPREVI), e em troca são prestados à população serviços públicos de péssima qualidade, graças a uma gestão pública completamente ineficiente, que pelo visto só mudará com atitudes drásticas.

O prefeito conhece o problema, conhece a solução, é o único que pode implementá-la e se omite, então não há outra alternativa que não radicalizar e pedir a investigação e se for o caso a cassação do mandato do mesmo.

Para o Presidente e os demais diretores do Sindicato para reverter tal situação é o Prefeito precisa tomar 3 atitudes urgentes – voltar atrás, acatar a indicação da Câmara e conceder o reajuste de 13% aos demais Servidores, cumprir o acordo que ele assinou no ano passado e concluir as reformas dos planos de carreiras o que ajudará e muito na reorganização da Prefeitura, no tocante a gestão de pessoal e fazer as mudanças necessárias na lei da estrutura administrativa, acabando com o excesso de cargos comissionados, reorganizando as atribuições de cada um dos cargos de direção chefia e assessoramento, conforme determina a Constituição Federal

Clique aqui e ouça a sessão da Câmara de Vereadores http://camaranatividade.initel.com.br/camara-ao-vivo

Sindicato dos Servidores Municipais de Natividade